Rodrigo Reis

Rodrigo Reis

Advogado costaereisadvogados.jus.com.br

  • Porto Velho, RO
  • 1659/RO
  • (69) 3223-0270

Perguntas, Respostas e Comentários de Rodrigo Reis

  • respondeu em Socorro!!!!!!!

    Domingo, 23 de abril de 2017, 13h04min

    Registrar ocorrência na delegacia de polícia civil mais próxima, relatando a negociação e sua data; acionar um bom advogado e ingressar com pedido de busca e apreensão do veículo, sendo deferida tutela de urgência (liminar); a justiça emitirá uma ordem no RENAJUD e o carro na primeira blitz será apreendido, pode esperar que o comprador do carro, em tal situação, deverá ir atrás de vc até se vc estiver na Síria, nessa ocasião formalize corretamente a transferência junto ao DETRAN.O barato sempre sai caro, contratar um bom advogado ou despachante na hora da venda, evitaria esse transtorno.

  • respondeu em minha conta

    Domingo, 23 de abril de 2017, 12h56min

    Você deve procurar o Banco Central (Google) e se informar sobre qual a instituição ou administrador de massa falida ficou responsável pela guarda de ativos do Banco Meridional. Há resoluções do Banco Central que resguardam por certo prazo, quaisquer depósitos.

  • respondeu em Como recuperar documentos retidos por uma advogada

    Domingo, 23 de abril de 2017, 12h53min

    Não discordando-se da orientação retro, acrescento apenas, que é frutífero você antes de procurar a OAB, providencie um comprovante escrito (requerimento, carta, notificação, e-mail); que requereu educadamente da advogada os documentos específicos do seguro, e lhe deu o prazo médio de cinco dias úteis para restituí-los, não tendo retorno.

  • respondeu em MENINO DE 20 ANOS NAMORAR UM DE 15 E CRIME ? PODERIAM TIRAR ESSA DUVIDA PF

    Domingo, 23 de abril de 2017, 12h49min

    Recomenda-se o afastamento (independente da questão do artigo 217-A do CP), dependendo dos pais, você pode ter sérios problemas, pois com apenas um ano a mais do limite legal de impunidade criminal, pode-se alegar que vc o conhece antes de completar 14 anos. Mesmo que nunca venha a ser preso, você poderá vir a ter problemas proporcionalmente piores. Procure se relacionar com um adulto.

  • respondeu em Sem entender a situação do beneficio

    Domingo, 23 de abril de 2017, 12h35min

    Prezada Andressa,

    Caso não possua advogado, deve procurar a Defensoria Pública da União (DPU) mais próxima e solicitar que providenciem recurso administrativo junto ao INSS afim de reformar a decisão de cassação do benefício. Caso, passada a análise do recurso pelo INSS (infelizmente, demora); e mantenha-se a decisão de indeferimento, você através da DPU ou de advogado particular (recomendável); deve acionar o INSS no Juizado Especial Federal competente, e requerer além do estabelecimento do benefício, todo o retroativo referente ao período da concessão original até efetivo desembolso (saque).

    Entendo, que desde já, pode acionar para já ingressar com ação judicial (medida mais efetiva e de resolução mais rápida do problema), considerando que o INSS em função da crise, tem agido de má-fé com vários beneficiários, cassando indevidamente, vários benefícios anteriormente deferidos. Tomando por base minha experiência (mera referência); um bom advogado, necessariamente, não custa caro, podes negociar um valor antecipado para gastos (algo entre R$ 200,00 e R$ 500) e honorários ad exitum (até 30% do proveito econômico, CASO, receba valores e o benefício de volta).

  • respondeu em tenho 13 anos e moro com meu pai mas gostaria de morar com minha mae mas que nao tem o mesmo sangue que eu mas que cuidou de mim desde pequena

    Segunda, 12 de dezembro de 2016, 0h37min

    Endosso a resposta anterior, peça à sua madastra que contrate um advogado e tente entrar em acordo com seu pai. Pelo ECA- Estatuto da Criança e do Adolescente vc tem direito à opinar. Na hipótese de estar sofrendo qualquer espécie de abuso físico ou psicólogico do seu pai pesquise um Conselho Tutelar e siga pra lá. Peça ajuda sem medo e não se cale, você é a criança é quem deve se proteger.